Assistência Social Beneficente de Resgate e Amparo à Criança

Lição de Pai

Depois de três meses cuidando diariamente do meu filho de dois anos, em virtude de uma cirurgia no joelho esquerdo, reflexões existenciais me roubou o sono e a quietude;

Aprendi que as crianças vivem num mundo totalmente diferente do mundo adulto, apesar de ser obvio. Porque vivemos como se elas estivessem em nossos mundos e entendessem nossos signos, significados e sentidos;

Aprendi que as crianças têm um espírito leve, criativo, artísticos, e o mundo é sua tela, suas ações, obra de arte;

Aprendi que as crianças são verdadeiramente felizes, elas só experimentam a tristeza quando há interferência de um adulto;

Aprendi que derramar o leite ou café, ou o chocolate na cama é uma verdadeira tragédia para os pais, mas para as crianças é um momento de descontração, de produção artística;

Aprendi o quanto é difícil dizer não diante de um legítimo desejo do filho, e quando seu pedido combina com um iluminado, puro e inocente olhar e sorriso, é uma tortura aos corações dos pais dizerem não;

Aprendi também que é importante às vezes dizer não, e mais importante ainda é explicar o porquê do não, mesmo quando eles ainda não entendem;

Aprendi que as crianças gostam do que elas gostam e não daquilo que querem que elas gostem;

Aprendi que o presente caríssimo que compramos pode arrancar um sorriso de satisfação, mas não demora muito tempo para que ele o troque pela panela de pressão, ou outros utensílios domésticos – é mais divertido para ele;

Aprendi que a relação pai e filho é complexa, e que exige um grande esforço de ambos os lados, do filho para compreende o pai e do pai para compreender o filho;

Aprendi que ensinar a criança o que é pai, não é a mesma coisa que lhe ensinar a falar a palavra pai, mas pai é uma construção subjetiva de significados e sentidos decorrentes da relação com filho;

Aprendi que quase sempre imprimimos nosso ritmo aos filhos e esquecemos constantemente de suas limitações;

Aprendi que para a criança não importa marcas de roupas ou de sapato, comer num restaurante caríssimo ou numa lanchonete da esquina, o que importa é ter do seu lado alguém que lhe ama;

Aprendi que nós adultos esquecemos facilmente que um dia também fomos crianças e fizemos tudo do mesmo jeito, e nossos pais tiveram muita paciência conosco;

Aprendi que o mais importante de tudo e o que vai permanecer efetivamente na vida do filho, são os momentos de convivência com qualidade, são as atitudes e os comportamentos dos pais entre si e com o filho;

Aprendi que preciso aprender muito mais para contribuir na formação do meu filho para que ele cresça sadio, físico, psicológico e espiritualmente.


Você também vai gostar de ver:

Endereço

Rua dos Macucos, 14
Pq. dos Pássaros
SBCampo
(11) 4392-7492